21 de abril de 2010

Viva o “Caipirês”

Alguns dias atrás eu falei sobre revistas em quadrinhos… Basicamente um desabafo sobre a queda de qualidade das revistas Disney e o consolo de ainda termos boas revistas, como por exemplo a revista do Chico Bento.

Em uma ida ao mercado, acabei comprando um exemplar da revista para passar o tempo. Como sempre, as histórias são bem boladas, refletindo a realidade de um garoto que vive na roça com muito bom humor e um pouco de realismo mágico.

E ao chegar na última página, um anúncio de página inteira onde Maurício de Sousa publica sua opinião sobre as críticas ao personagem e seu ambiente, principalmente ao fato de ele falar o “Caipirês”.

Sim, nas revistas do Chico Bento, os personagens da roça falam com aquele jeito gostoso da roça: o “que” vira “qui”, “pouco” vira “poco”, “volta” vira “vorta”, o “estou” vira “tô” e assim por diante.

Acho ridículo que pessoas que se julguem educadores critiquem um personagem que ensina tanto sobre um Brasil que existe e está próximo de nós. Acho ridículo pensar que isso prejudica os pequenos leitores. Acho que educação não é limitada só a leitura de uma revista, mas um apanhado de “saberes” que são transmitidos por diversos formatos.

São poucos os educadores que merecem ser chamados como tal.

A seguir, a íntegra da opinião de Maurício de Sousa:

O Chico Bento foi criado em 1961. Desde então, virou um ícone do caipira brasileiro. E com muito orgulho. Mas ainda tem gente que acha que o jeito dele falar é prejudicial aos pequenos leitores.

Não concordo! Uma criança forma o seu vocabulário de acordo com o que ouve ao seu redor: na família, na escola ou na sociedade. Ela não modifica seu jeito de se expressar por ler histórias do Chico Bento. Se fosse assim, já imaginou quanta gente bem crescida falaria “caipirês” até hoje?

É preciso lembrar que Chico Bento vive a realidade da zona rural. E com sua personalidade doce e pura, além de muito humor, fala da preservação do meio ambiente, da vida no campo e do nosso folclore. Ele pode até não estar entre os melhores alunos da escola, mas dá aula quando o assunto é a sabedoria de como viver.

O Chico nos mostra um Brasil gostoso, saudável, onde a criança tem espaço e elementos para experimentar, interagir e viver a infância em toda sua plenitude. E mostra isso falando no mais puro e gostoso “caipirês”. Quer coisa mais fofa?

Extraído de “Chico Bento” edição n.° 40
Abril de 2010

E mais uma vez, viva o “Caipirês”!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...