26 de setembro de 2011

Sistemas operacionais… precisamos de tudo isso?

Hoje resolvi me divertir um pouco com um programa que cria máquinas virtuais. Em síntese, o programa reserva recursos da máquina principal para criar um computador. Este computador é totalmente isolado do seu computador principal.

Dependendo da aplicação você pode criar – por exemplo – 3 terminais virtuais em um computador potente, colocando um monitor para cada um de modo que você tenha 4 computadores independentes. Esse processo é chamado de virtualização.

Antes que você pense em montar sua própria lan house doméstica, tenha em mente que a potência das máquinas criadas será muito inferior a da máquina principal e mesmo esta terá também prejuízo em sua performance.

Em minha virtualização criei 4 máquinas. Em nenhum momento elas funcionarão simultâneamente. São apenas máquinas para estudo de características de sistemas operacionais ou testes, como é o caso da máquina virtual que fiz apenas para testar o Windows 8.

Mas e no passado? Será que os sistemas operacionais traziam toda a parafernalha que trazem embarcada hoje? InocenteComputador

Atentem a tela a seguir:

windows31

Esta é a tela do MS-DOS Shell que vem instalado no DOS 5. Repare que ela possui uma interface espartana. A propósito, para o mouse funcionar nesta interface é necessário instalar um arquivo de configuração adicional.

Sim… esta é a área de trabalho “gráfica” disponibilizada pelo sistema operacional MS-DOS 5.0

Na parte inferior podemos observar os programas disponíveis. Na instalação padrão é isto que temos: Prompt de comando, Editor (uma espécie de notepad), MS-DOS QBasic (para programação na linguagem Basic) e o Disk Utilities (algo como ferramentas de sistema do nosso atual painel de controle).

Ah… ele ainda dispõe de um relógio (canto inferior direito). O terço médio da tela fica reservado para a navegação e localização de arquivos no computador. Para outros programas, deveriamos providenciar os discos (disquetes, bem entendido) de instalação. Ainda vou instalar o Word 5 for Dos nesta máquina…Smiley piscando

Nesta mesma época uma pessoa conhecida por Steve Jobs já tinha uma idéia bem diferente de como deveria ser a interface do computado com o usuário. Neste caso, estamos falando do Macintosh:

apple-macintosh-desktop-1

Reparem que o conceito visual modifica tudo. Ainda que a função principal seja organizar arquivos e programas, o sistema da maçã tenta fazer isso de forma mais intuitiva… de forma visual. A propósito, esta interface gráfica (com suporte nativo ao mouse) surgiu no Mac em 1984. A interface “gráfica” do DOS (e nem falei do Windows ainda) surgiu em 1984 e se resumia a um gerenciador de arquivos e atalhos para execução de programas.

A microsoft resolveu aderir a GUI (Graphic User Interface) após perceber o estrondoso sucesso de seu rival (a Apple). E tratou de desenvolver uma interface gráfica para o DOS. Esta interface era bem pouco prática e parecia uma verdadeira escola de samba por conta de suas cores fortes.

Dos-2011-09-26-01-24-52

Sim… a tela acima é o editor de textos do Windows 1.0. Nesta versão, ainda não existia a sobreposição de janelas e nem a multitarefa. Ou seja, se você quisesse ver o relógio, tinha que abrir o aplicativo correspondente.

Dos-2011-09-26-01-28-11

Ouvir música? Ver fotos? Enviar e-mails? Esqueça… nada disto era possível no ambiente Windows 1.0. O sistema operacional era isto, e apenas isto: um programa de suporte que permitia a utilização de programas de aplicações específicas.

Pessoalmente, a interface gráfica do DOS era mais amigável que a interface do Windows 1.0 Anjo

Com a intenção de tornar o produto mais interessante e acessível aos usuários, a Microsoft introduziu diversas melhorias em sua interface gráfica para o DOS… sim o Windows ainda não era um sistema operacional isolado, sendo que o DOS é quem estava no controle.

O Windows 3.11 trouxe uma série de inovações. Permitiu a abertura de janelas sobrepostas, permitiu a abertura de mais de um programa simultaneamente. e iniciou a transformação do Windows em um sistema operacional.

Fato curioso: o relógio do windows era um aplicativo que deveria ser executado, com direito a ícone inclusive… Smiley nerd

Windows 3.1-2011-09-26-01-47-37

Nas versões seguintes, o que vimos foi uma busca incessante por uma interface agradável aos olhos, inclusão de novos programas auxiliares e recursos o que tornou o sistema mais e mais pesado.

Será que precisamos realmente de tudo isso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...