26 de setembro de 2011

Windows 8

O Windows 7 nem bem se consolidou no mercado e a Microsoft já está com o seu novo sistema operacional no forno. O Windows 8 já está na fase “Developer Preview” que significa mais ou menos: “Temos uma idéia do que será o novo sistema operacional mas ainda vamos mexer em algumas coisas”. Esta fase é anterior a fase “Beta”, quando o programa já está praticamente concluído e passa a sofrer ajustes finos.

Em seguida aos betas, surge uma versão estável e pronta para uso. É a chamada “Release Candidate” e com muito poucas alterações será aquela que se tornará a versão definitiva.

Eu baixei a versão DP e instalei em uma máquina virtual. Quero ver como ela se sairá nos testes. O Windows 7 foi uma grata surpresa, mas levou alguns anos para ficar bom.

Meu receio é que o Windows 8 sofra do mesmo mal que assolou o Windows Me (um sistema sem melhorias técnicas contendo remendos em relação a última versão do Win 98) e o Windows Vista (que teve mudanças drásticas em relação ao XP mas os equipamentos da época não tinha potência para segurar o tranco).

Enquanto escrevo este post, o Windows 8 está instalando na máquina virtual (em tempo, não roda no VmWare… tive que trocar para o Oracle VM VirtualBox). Vou acompanhar até o lançamento final… mas vai levar um bom tempo para eu trocar o Windows 7 das minhas máquinas.

image

Instalado… agora começa a diversão Smiley piscando

image

3 comentários:

  1. Ricardo,

    seu post me fez lembrar de um conceito surgido, se não estou enganado, na década de 20: a obsolência programada. Antes mesmo de o produto se consolidar no mercado, ou ter seu potencial inteiramente aproveitado, ele é descartado e uma versão mais nova é lançada.

    Para notarmos isso, basta acompanhar os anúncios de vendas de carros. Todos os anos temos novos modelos, que, ná prática, trazem poucas alterações em relação ao modelo do ano anterior.

    Viva o capitalismo selvagem! HAHAHA

    Grande abraço!

    Carlos A.

    ResponderExcluir
  2. São dois os conceitos embutidos... além da obsolênscia programada (está correto... é da década de 20 mesmo e foi bolado pela GM) existe também uma tendência ao minimalismo... ele "esconde" os principais recursos úteis e pesados e deixa visível apenas os elementos leves e lúdicos da experiência.

    ResponderExcluir
  3. Ou seja, não importa o quão atentos estejamos, seremos manipulados de qualquer maneira? Sempre haverá uma manobrar capaz de nos ludibriar...hahaha...Acho melhor continuarmos este debate em outra oportunidade...isso vai longe!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...