31 de outubro de 2011

Fracasso

“Cada fracasso ensina ao homem algo que ele precisava aprender.”
(Charles Dickens – Escritor Britânico)

Segundo definição formal, o termo fracasso pode ser usado como o oposto do sucesso. Refere-se a um estado ou condição de não se atingir um objetivo desejado ou pretendido. É curioso como um conceito tão abstrato pode ser definido por escrito. Sentir o fracasso – grande ou pequeno – todo mundo já passou por isso. E sentiu isso.

59Enfrentando-e-vencendo-o-fracasso-parte-I

Mas perder uma namorada, não conseguir um emprego, não atingir uma meta de vendas, não chegar a tempo a um compromisso… coisas assim podem ser assumidas como um fracasso por algumas pessoas. Para outras, apenas uma futilidade ou um capricho.

Para mim, posso afirmar… eu sei que o é o fracasso. Descobri isso na forma mais pura do seu significado. Tentei algo e não obtive êxito. Um objetivo… um objetivo de vida. Da forma mais definitiva que posso afirmar isso: eu fracassei.

Na ocasião, como todo mundo que fracassa, passei por todos aqueles sentimentos que afloram na ocasião: a incerteza quanto ao futuro, o ressentimento por tudo que aconteceu, o vazio que fica por conta das coisas que não acontecerão e por fim, a solidão.

solidao

Fiquei sozinho por um bom tempo… não aquele tipo de solidão onde ninguém está ao nosso lado. Uma solidão mental. O mundo passando a sua frente, mas você afastado de tudo o que acontece.

Passei a viver dia-a-dia. Acordar pela manhã, procurar o que fazer porque ninguém consegue ficar absolutamente inerte. Procurei um trabalho, tentei fazê-lo da melhor forma possível, tive alguns progressos materiais. E a vida foi passando.

Então, um grande amor… um amor definitivo. O amor da minha vida… minha alma gêmea surgiu na história da minha vida. Não… meu fracasso não foi amoroso. Sim, seria um outro grande fracasso perder o amor, carinho e respeito da mulher que tanto amo. Mas graças a Deus, esta foi uma conquista, um sucesso, numa vida onde o fracasso antigo me acompanhava a tantos anos, esse amor me trouxe motivação para buscar aquilo que eu não tinha já há muitos anos: novos objetivos.

 casal

Estes novos objetivos deram novo alento em minha vida. Algo há muito perdido ressurgiu. Criei novas expectativas, novos sonhos. Fui à luta. Acreditei em mim e em minha capacidade novamente.

E o tempo, inexoravelmente, passando.

E já vem passando por – com o perdão do trocadilho – um bom tempo. Algumas coisas deram certo, outras não tão certo e algumas totalmente erradas. Mas isso faz parte da vida… tropeçamos, caminhamos, aprendemos. E sempre acreditei nisso.

E para alguém que já viu o fracasso total, incomoda ver que as coisas não estão acontecendo. Em meu íntimo eu nunca esqueci meu fracasso anterior. Acho que ninguém esquece. O fracasso fortalece, mas a sua lembrança se torna um fantasma.

Consegui sim boas coisas: uma mulher sensacional, companheira, especial, linda, carinhosa quando quer, brava quando necessário… a mulher que me completa.

Consegui também alguns bens materiais. Coisas que facilitam nosso dia-a-dia, coisas boas. Com muita luta construímos nossa casa, e vamos transformá-la em um lar. É uma questão de tempo.

Não sei o que teria sido da minha vida se pois simplesmente não aconteceu. Mas eu sei o que aconteceu na minha vida depois do fracasso. Eu cresci… eu me tornei uma pessoa melhor… eu aprendi que Deus pode ser um conceito teórico, mas para mim é algo muito real e me faz crer que ninguém carrega um fardo mais pesado do que consegue carregar.

O fardo anda um tanto pesado ultimamente, mas eu sei que dou conta. Sei que vou – desta vez – acertar. Ainda vou errar em muitas coisas (espero que erros que me tragam algum aprendizado), vou acertar outras, vou viver a vida. E espero que uma vida de relativo sucesso. Afinal, todo sucesso ou fracasso sempre é relativo e depende apenas do ponto de vista.

Mas não vou mais negar… não vai esconder. E não me importa a opinião dos outros. Este fracasso dói. Dói muito. E vou carregar a experiência pelo resto da vida. E como meu pai me disse nesta noite, levantar a cabeça e recomeçar. Vou terminar toda a mobília da minha casa, vou casar e levar minha esposa para uma lua-de-mel que ela tanto merece. Voltarei e trabalharei duro. Teremos filhos… um… dois… não sei. Serão bem-vindos e tratados com muito amor e carinho. Explicarei a eles o que é certo e o que é errado. Eu os ensinarei tudo que puder para que sejam homens ou mulheres de bem. Farei o meu melhor.

E isso não pode ser chamado de fracasso…

E se Deus me conceder uma oportunidade em algum momento, eu volto a buscar meu sonho novamente…

fachada

Gostaria de encerrar com uma frase de Bertrand Russell, um matemático Britânico. Esta frase é importante, porque hoje me lembrei de tantas coisas que aconteceram. Tantas emoções vieram e chorei… chorei como uma criança que ainda dá seus primeiro passos. E aí, fui amparado por quem sempre acreditou em mim, mesmo nas horas em que eu estava mais errado: meus pais.

“Os nossos pais amam-nos porque somos seus filhos, é um fato inalterável. Nos momentos de sucesso, isso pode parecer irrelevante, mas nas ocasiões de fracasso, oferecem um consolo e uma segurança que não se encontram em qualquer outro lugar.”
(Bertrand Russel – Matemático Britânico)

Sucesso… Fracasso… oras… todos passaremos por isso um dia… quem sou para pensar que sou uma exceção. Tudo virá a seu tempo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...