26 de outubro de 2012

Chegou (oficialmente) o Windows 8

Foi lançado hoje a nova versão do sistema operacional da Microsoft. Quem acompanha o blog sabe que o sistema foi amadurecido nos últimos 12 meses. Já comentei também que o sistema quebra alguns paradigmas que transformaram o sistema operacional onipresente em todos os ambientes.

win8

Oficialmente, venho utilizando o Windows 8 em meu notebook (nenhuma máquina monumental: um Dell Ispiron N4030 equipado com um Core i3 370 M – 3 GB DDR2 – HD 320 GB) e a experiência tem sido muito boa. Consigo executar todos os aplicativos, a inicialização é rápida, o tempo para adaptação às novidades da interface é relativamente pequeno, a bateria está sendo melhor gerenciada… enfim, não encontro ponto negativo.

Para ajudar, a Microsoft lançou uma campanha de atualização tentadora: por R$ 69,00 você pode atualizar a versão do seu Windows 7, Windows Vista ou Windows XP SP3 para o Windows 8 Pro. Apesar de não ser um investimento planejado, pareceu-me uma boa oportunidade para atualizar meu netbook e também para o desktop.

E então, começaram as desilusões.

Em primeiro lugar, o Windows 8 aposenta os netbooks mais antigos. Principalmente aqueles de tela de 10”. Em geral, a resolução máxima destes dispositivos é de 1024x600 e o novo sistema exige no mínimo 1366x768. Pesquisando um pouco mais sobre o tema, descobri que o problema não está tanto no 1024 (largura), mas sim no 600 (altura). Ao que parece, a nova interface Metro exige uma tela maior para exibir seus elementos.

Descobri também que até é possível burlar esta limitação. Na verdade, é possível proceder a instalação, mas a interface Metro fica praticamente desativada. Quem estiver interessado, pode conhecer mais detalhes neste link (está em inglês).

Assim, minha experiência com o Windows 8 em um netbook (pelo menos, no meu netbook) não será completa.

A outra “surpresa” foi com o preço da promoção. A título de curiosidade, baixei o aplicativo que faz uma análise de compatibilidade.

image

A análise levou em torno de 5 minutos. Após a análise, ele indica uma lista de incompatibilidades (sim, a questão do vídeo estava lá):

image

A análise mostrou algumas coisas curiosas. Uma delas foi indicar a ausência de um aplicativo para execução de DVD’s. O detalhe é que o netbook, por natureza, não possui uma unidade óptica em função de suas dimensões reduzidas. Apesar desta limitação, convém dizer que o Windows 8 não é dotado de aplicativo nativo para execução de DVD’s. Acredito que esta mensagem, apesar de curiosa para um netbook será exibida em todos os computadores.

image

Por se tratar do Windows 7, é possível realizar uma instalação do tipo “atualização”. Sem perdermos os dados de configuração. O Windows XP e o Vista não têm esta possibilidade. Então é exibida esta tela:

image

Ao clicar em “Avançar”, vem a surpresa: o valor R$ 69,00 não é o valor final:

image

Imagino que o valor seja R$ 69,00 para aqueles que possuem a versão Win 7 Ultimate (a minha é a Home Premium). O valor de R$ 84 ainda é um valor interessante, mas fica uma sensação de que estou sendo enganado. Primeiro disseram que o Windows 8 seria compatível com qualquer dispositivo que executasse satisfatoriamente o Windows 7 e isto não é verdade. Meu netbook a partir de hoje está obsoleto e sem perspectiva de atualização. E depois a oferta de atualização não é aquela que te oferecem no primeiro momento.

Outra questão: o valor informado é para o download do arquivo de instalação. Caso queira receber o instalador em mídia, deverá acrescer o valor de R$ 32,00.

O Windows 8 é um ótimo sistema, eu reafirmo. Mas a política da Microsoft em relação ao consumidor final continua ruim.

Assim, recomendo que antes de comprar o Windows 8 na primeira loja virtual, execute o utilitário de compatibilidade da Microsoft. Para dispositivos mais antigos (principalmente os de baixo custo), convém manter o Windows 7, caso ele esteja funcionando satisfatoriamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...